PÉ NA TÁBUA FRANCA 2016 - UMA CORRIDA DE MALUCOS!!!


Com um sentimento de contracultura e uma atitude anarquista (no ponto de vista dos fotógrafos profissionais), estava eu no Photoshop a estourar algumas cores e exagerar no efeito de HDR de algumas fotos para postar em nossa página do Facebook, quando o popup do messenger anunciou que um tal de Thiago Songa (um sujeito gordinho, barbudinho e gente boa pra caramba...que também é o organizador do Pé na Tábua... rsrs), estava chamando para um papo...

- Jamil, me fala uma coisa...O que você faz da vida?!

Além de exagerar nos efeitos de HDR e viver atrapalhando a turma nos eventos e circuitos do Pé na Tábua?  Sou Analista de Sistemas, e quando sobra um tempo e a patroa esquece de pedir para lavar as louças, escrevo no blog da Gasoline Brotherhood! Respondi...

-"Vai vir para o PNT em Franca?" ;

-"Eu vejo você ai na área escrevendo o que sente, acho que você pegou o espírito do Pé na Tábua, seja bem vindo ao nosso mundo!!!" Disse Songa.

Folder do evento
Foi no momento em que ele falou do "Espírito do Pé na Tábua" que aquele folder fantástico em tributo ao Grand Prix de Mônaco em 1933 que vinha sendo compartilhado no Facebook anunciando a 6º edição do PNT, que iria rolar nos dias 25 a 27 de março, começou a tomar minha imaginação e me tirar o sono.

Disse ao Songa que a princípio iria fazer um "Bate e Volta", mas não tinha planejado nada ainda. E que, o que eu havia visto nos últimos PNT's havia mudado minha percepção de evento, algo no Pé naTábua tornava o ambiente muito mais gostoso e animado!

- "A nossa turma ri mais que as outras!" Afirmou o gordinho...

Realmente, aquela alegria de estar entre amigos independente da marca e cilindrada do veículo, aquela essência sem frescura que via-se antigamente nos eventos e encontros de moto, e que hoje está se perdendo... se mantêm vivinha da Silva no PNT!!!

Um pouco do bom humor do PNT...
No final da conversa, poucos argumentos me convenceram que um "Bate e Volta" não seria suficiente.
E realmente, nem mesmo os dois dias que fiquei no evento foram suficientes para registrar tudo o que eu gostaria!

Falei com a patroa sobre ficar mais de um dia, e para a minha sorte, ela aceitou de maneira incrivelmente rápida quando disse que em Franca tinha o famoso Shopping dos Calçados! rsrs

Pulamos cedo no sábado, e seguimos de carro rumo a Franca.

Minha esposa, que da ultima vez enfrentou um belo caldo de chuva e barro na garupa da da minha moto indo comigo para o PNT de Barra Bonita em Novembro, mereceu ir de carro!!!

Selinho do Estacionamento.
Ficou tão bacana no vidro do carro
que não tive coragem de tirar!
Fizemos uma ótima viagem, e mesmo no caminho já vi os indícios de que o evento seria bem louco quando um Impala preto nos ultrapassou sentido Franca tocando Rockabilly nas alturas, não tive motor para acompanhar o V8tão, mas sabia de alguma forma que ele estaria no evento. 

Enfim chegamos no evento e ali mesmo no estacionamento vi que a viagem já tinha valido a pena!!!

O cheiro de gasolina do PNT, o barulho dos motores do PNT, o sorriso estampado no rosto da nação PNT e a voz inconfundível do locutor Geléia estavam ali... Tudo harmonizando uma autêntica e familiar sinfonia!!!

Era o insano mundo do Pé na Tábua, bem ali na minha frente!!!

E não é que encontramos ele estacionado no evento?
Pensei que tinham esquecido o v8 do Impala ligado,
mas não, era só o camarada roncando no banco de trás...

Sem falar que, mal desci do carro e... Bingo!!!

Quase tropecei no mesmo Impala preto que estava acompanhando a gente sentido Franca!

Cá entre nós, a versão 1967 do Impala usada no seriado Supernatural é o meu carro dos sonhos, a Chevrolet caprichou demais nesta caranga!!!
 
Ford Firelane 1959 estacionado logo na entrada do evento exalava a nostalgia do lugar
Não, não é aqueles bonecos usados nos eventos...o menino é de verdade e estava encantado com o Firelane!!!
Muitos dos carros ali pareciam ter acabado de sair da concessionária
Minutos antes da largada em um alinhamento histórico, coisa linda de se ver...

Falei com a equipe da comunicação o mais rápido possível para conseguir o acesso à pista, e mais do que depressa desci aos boxes para conseguir as primeiras imagens.

Me deparei com um ambiente bastaaaante agitado, tornando quase impossível manter o foco em uma coisa só, pois além dos 60 extraordinários carros fabricados até 1936, haviam também as motocas fabricadas até 1952 e tudo estava em um constante movimento!!!

Calhambeques saindo e voltando dos boxes, os impecáveis fordinhos com seus capôs abertos botando a mostra os belos v8 com mais de 80 anos de idade em pleno funcionamento, os Hot Rods com seus projetos arrojados e lataria enferrujada apimentando o evento, as buzinas engraçadas dos calhambeques, os mecânicos afinando os carburadores, gasolina jorrando, óleo pingando...Tudo lindamente fantástico!!!

Um verdadeiro paraíso recheado de histórias, lata, gasolina e muita, mas muuuita paixão notavelmente estampada no rosto de todos ali!!!

Ninguém da família ficou de fora, ninguém mesmo!!!
O organizador do evento Tiago Songa, nem está feliz...olha só...

No box da equipe Scuderia Ferracin, pai e filho estavam afinando a carburação, e fazendo um belíssimo Ford Speedster 1929 por nome de Black Bullet cuspir fogo pelos escapamentos em cada reduzida...

Se algo quebrava, ali mesmo dava-se um jeito. Se faltava algo, a equipe do box vizinho emprestava...Tudo em prol da diversão.



Um simpático competidor chamado Jhonny Walker (no qual não sei o porque, me simpatizei logo que soube o nome...) vestia um macacão, gravata e boina, me fazendo esfregar os olhos para ter a certeza que eu não estava enxergando tudo em preto e branco, pois tudo arremetia a uma nostalgia vintage como em um filme monocromático.

Jhonny, assim como a maioria dos competidores, vivia o PNT de maneira intensa! E quando falei que gostaria de dar um rolé no fordinho para fazer algumas fotos e vídeos, ele não hesitou em me dar uma carona!

E foi nessa carona que eu entendi claramente o que todos ali estavam sentindo.



Por um momento tive a sensação de que não teria cartão de memória e bateria suficiente para registrar todo aquele movimento, pois ao contrário dos outros eventos de carros antigos, onde o carro fica parado e você anda pelo evento fotografando e vislumbrando cada detalhe, quem fica parado no Pé na Tábua são os espectadores!!!


Isso mesmo, a galera toda estava em uma arquibancada torcendo e vibrando enquanto os carros estavam em constante movimento, acelerando, ultrapassando e cantando pneu em cada curva do circuito do Speed Park em Franca!!!


A galera não mediu esforços nem distância para participar do evento. Dos que contei, haviam competidores de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Brasília, Paraná e São Paulo, todos com tanto entusiasmo que deu claramente para notar que a distância havia valido muuuito a pena!

E não eram só as máquinas que roubaram a atenção da galera na arquibancada, o evento contou com a presença de ninguém mais, ninguém menos que o tricampeão mundial de Formula 1 Nelson Piquet!!!

Tudo bem, sem entrevista, mas da Selfie
você não escapa Nelsão!!!
O tricampeão estava ansioso pela corrida, e em uma das minhas abordagens sem sucesso ele apontou seu Lincoln majestosamente parado na pista e me disse:

 - "Entrevista agora nãoooo...agora eu quero é correr!!!"

- "Tudo bem Nelson, mas da selfie você não escapa, chega ai!!!"

E por mais rápido que ele seja, não escapou do clique! (rsrs)

Apesar de não conseguir gravar uma entrevista para que ele pudesse falar sobre, deu para notar a imensa satisfação do piloto por participar do evento, no qual estava bastante à vontade...


Thiago Songa estilosamente dando a bandeirada na linha de chegada
para Nelson Piquet, campeão da Categoria Speed
E a bordo do seu fantástico Lincoln 1927 azul que falava grosso na pista, Piquet tirou gritos, aplausos e centenas de cliques dos espectadores pegando o primeiro lugar na categoria Speed.

E não foi só isso não, Piquet também ficou em primeirão na categoria Miscelânea com um Rolls-Royce Phantom I de 1926 e na categoria Transplantados com o Ford 1929 modificado.

Os brinquedinhos que apesar de antigos, nas mãos do habilidoso piloto renderam um verdadeiro show de desempenho, motivando os outros competidores que mantiveram a corrida bastante acirrada pela disputa do pódio.

Piquet pegou o primeiro lugar nas categorias Miscelânea com o Rolls-Royce Phantom I de 1926,
na categoria Speed com o Lincoln 1927 e na Transplantados com o Ford 1929 modificado.
Ford 1929 com que Nelson Piquet venceu na categoria Transplantados
Nelson não mostrou apenas o domínio na pista, mas também um extremo bom gosto com suas belíssimas e raríssimas carangas.
Nelson Piquet aguardando a largada em seu Ford 1929

Mas apesar do show dado por Piquet, desta vez os holofotes estavam virados para outra novidade do evento... a estreia da categoria feminina!

Silvana Orlandi foi uma das competidoras, e veio de Minas Gerais para representar a equipe Furreca no PNT.
E deu muuuuito trabalho com seu Chevrolet 1929 para os marmanjos na categoria Transplantados.

Opa, elas também pilotaram!!! Com toda a delicadeza e o pézinho atolado no pedal do acelerador, as mulheres do PNT dominaram o circuito e deram um tremendo trabalhão para os marmanjos, inclusive para o Piquet, que passou sufoco com a Silvana na sua cola na prova dos Transplantados.

Nossa GoPro pegou uma carona com Silvana, e neste exato momento da foto, ela estava dando uma "Empurradinha" no Ford 29 do Nelson Piquet.

Para fazer os vídeos do evento pensei em uma tomada de dentro de algum carro que estava competindo, e foi no Chevrolet 1929 da "gente boníssima" Silvana Orlandi, que nossa câmera pegou carona.

Silvana foi uma das mulheres que honrou a categoria feminina do evento, fazendo aqueles machões que costumam mandar aquelas piadinhas de "mulher no volante" morderem a língua.

E quando fui ver as gravações da GoPro para fazer a edição dos vídeos, tive que me segurar na cadeira ao ver essa mulher acelerar aquele V8 sem dó nem piedade, entrando com perfeição nas curvas e trocando as marchar no tempo exato! 

Silvana representou a equipe Furreca de Minas Gerais com muito carisma e bom humor, sem falar de um baita show com seu Chevrolet 1929 no circuito.

Bom...eu não poderia deixar de falar das motos não é?!

Pois bem, o evento também contou com uma categorias de motos fabricadas até 1952, e como sempre a galera das duas rodas torceu o cabo das suas vovózonas como se estivessem correndo em um TT(Tourist Trophy) da Isle of Man, a famosa "corrida da morte" que rola desde 1907 até os dias de hoje nas ruas da Ilha de Man, entre a Irlanda e Grã-Bretanha.

E eu, me achando um cineasta da British Pathé mas sem uma câmera com uma boa objetiva para pegar uma qualidade melhor no zoom, tive que fazer malabarismo para ficar o mais próximo possível da pista e pegar os melhoras takes dos competidores na curva principal, mas até que as fotos e vídeos não ficaram tão ruins assim...

O "Mineirim" Vinícius Caires estava se saindo muito bem, liderando a prova com sua Jawa...
Vinícius Caires na liderança com sua Jawa seguido por Jairo Portilho com sua CB550 e Rodrigo Aragão com sua AJS.
Vinícius tirou tudo e mais um pouco de sua Jawa, até que a bela e valente motinha infelizmente acabou "abrindo o bico" logo depois desta ultima foto, deixando o piloto na mão e com uma cara de desconsolo.


Por sorte consegui registrar algumas fotos bem bacanas do Vinícius Caires com sua Jawa, antes da motinha fundir o motor e deixar o "mineirim" desconsolado por não poder concluir a prova.

A musa das Indians Katia Kioko, mais uma vez representou a ressurgente lenda americana e deu um baita show acelerando sua Indian 1942.


Ao ver a Katia pilotando sua belíssima Indian sempre tenho a sensação de que ambas se tornam uma mistura homogênea, como se uma fosse a extensão da outra e não houvesse mais nada entre elas e a pista!

Acredito que foram feitas uma para a outra!!! Tipo o Zorro e seu andaluz Tornado, Calígula e o "quase cônsul" Incitatus, Roy Roger e Trigger, Pica Pau e Pé de Pano...

As fotos abaixo farão você saber do que estou falando...



Apesar da Indian ter a ciclística e os controles de aceleração e câmbio bem diferente das motos de hoje, Katia tirou de letra e ainda levou nossa GoPro para registrar a prova.

O primeiro lugar no pódio das duas rodas ficou com Rodrigo Aragão, do Rio de Janeiro com sua AJS, 500.
Rodrigo Aragão pegou o primeiro lugar no pódio, em segundo ficou Eduardo Ralish com sua BMW 500cc e em terceiro Katia Kioko com sua Indian 1942

E no final do domingo depois que haviam finalizado a prova de Marcha Lenta, bem na hora em que eu estava sem bateria nas câmeras para registrar o fato, houve um certo alvoroço na pista. Vi o Songa descer correndo depois de ter sido avisado sobre algo acontecendo sem autorização.

A princípio achei que ia rolar uma bronca pois o gordinho voltou da pista sério e pensativo...olhou pra mim, fez uma cara de "Como eu não pensei nisso antes?!" e disse:

- A pista está forrada de Kombis, esses loucos desceram todas as Kombis para a pista sem autorização e estão correndo! Você não vai registrar isso?!

Como disse, infelizmente eu estava com todas as baterias descarregadas e os cartões de memória cheios, mas para a nossa alegria a Larissa Costa da Equipe de Comunicação do evento registrou o momento...


Todas as Kombis que estavam no evento desceram para a pista e fizeram uma corrida sem que o organizador soubesse. E em consequência disso, todos os responsáveis pelo alvoroço foram "penalizados" com um novo evento só para as Kombosas, batizado de PNT - KK "King Kombi" e que já está marcado para os dias 02 e 03 de Julho!!!

Uma brincadeira que acabou gerando um novo evento, que por sinal será sensacional!!!
Quer mais loucura que isso?!

São essas doideiras e muitas outras que tornam o evento único!

Esse é o PNT, onde a diversão se mistura com a paixão, adrenalina, bom humor, amizade, óleo e claro...Gasolina!

Resumindo tudo em uma frase dita pelo entusiasmado Songa...
  
"O PNT é uma reunião de Malucos! A gente acredita que todos os malucos do Brasil que tem carro antigo vem pra cá, para poder aumentar essa vontade, aumentar essa tesão de poder ter um carro antigo. Porque o Auto é Móvel, se o auto fosse Fixo ele ficaria parado!".

Posso dizer que vivenciar dessa pitada de insanidade nos permite experimentar da verdadeira razão. Afinal, louco mesmo é aquele que se deixa consumir pela rotina!

Finalizo deixando os vídeos abaixo falarem por mim, e desejando vida longa a todos os "malucos" que fazem deste, o evento mais divertido do Brasil!!!







Texto: Jamil Eduardo
Fotos e Vídeos: Jamil Eduardo
Edição: Jamil Eduardo

Nenhum comentário:

Postar um comentário