VOCÊ SABE A HORA CERTA DE TROCAR OS PNEUS DA SUA MOTO?


O que seria dos finais de semana com belas estradas e o vento no rosto se não houver segurança?
Você tem costume de conferir o estado dos seus pneus?
Para que continue desfrutando das boas sensações de pilotar sua moto sem ter "dores de cabeça", é bom começar a se preocupar com isso,se liga nesta dica da galera da Tedesco Motors!

Rodar com pneus em bom estado de conservação é uma questão de segurança.
Pneu “careca” representa perigo iminente ao motociclista, seja na hora de acelerar, frear e contornar curvas. Em piso molhado, então, piora ainda mais. Entre as diversas funções dos sulcos dos pneus está a drenagem da água. Os sulcos pouco profundos não drenam a água corretamente e uma simples frenagem pode causar uma queda em dia de chuva. Dessa forma, pneus em boas condições são fundamentais para garantir a segurança do motociclista.
Pensando em facilitar a vida de todo e qualquer motociclista, as fábricas de pneus dotaram seus produtos de uma maneira simples e eficaz de se averiguar se está na hora de substituí-los. Trata-se do TWI, um dos limites para o uso dos pneus de moto. A sigla vem do inglês Tread Wear Indicator, que significa indicador de desgaste da banda de rodagem.  Todo pneu conta com o TWI, um filete de borracha – ressalto – disposto transversalmente entre os sulcos em alguns pontos da banda de rodagem. Quando esse filete ficar aparente, no mesmo nível da banda de rodagem está na hora de trocar o pneu.


A disposição desses indicadores de desgaste pode ser facilmente localizada nos flancos (lateral) dos pneus, onde geralmente há a inscrição TWI ou ainda alguma indicação como, por exemplo, uma seta ou o logotipo do fabricante. Nessa direção, o motociclista vai encontrar o filete de borracha indicando a altura mínima de uso do pneu.

O TWI pode ser localizado pela sigla na lateral do pneu, seta ou até o logotipo do fabricante
Mas é bom lembrar ao motociclista que a troca do pneu só estará vinculada ao TWI se o pneu estiver em boas condições. Bolhas, cortes ou desgastes irregulares também podem condenar o pneu. Se houver algum desses defeitos, mesmo que a banda de rodagem não tenha atingido a profundidade mínima, o pneu deve ser substituído por outro novo, nas mesmas medidas indicada pelo fabricante da motocicleta.

E, não esqueça: para garantir uma maior vida útil aos pneus da sua moto, verifique semanalmente a calibragem.
Além da falta de segurança, pneu careca é passível de multa.




Edição: Jamil Eduardo



Nenhum comentário:

Postar um comentário