GASOLINE TRIP - ALUGAR UM MUSCLE CAR NOS EUA



Se tem uma coisa que todo mundo compara os Estados Unidos com o Brasil são os preços dos produtos. Um absurdo de diferença diga-se de passagem, uma vez que um Honda Civic 0km por lá sai na faixa de US$ 12.000,00 , aqui em terras tupiniquins "nós" somos obrigados a desembolsar por volta de R$ 71.000,00 para levar uma versão mais básica, manual para casa.
Esse cenário se repete em diversos setores, como: Roupas e Acessórios, Alimentação, Lazer e Eletrônicos.

Com essa diferença de preço nos produtos, a realidade Brasileira atual e o meu fascínio por carros, me levaram a pesquisar uma opção que me parecia muito viável: Quando eu viajasse para a terra do Tio San, procuraria um carro legal para alugar.

Pois bem, com um pouco de economia, pesquisas na internet e informações de amigos, acabei conseguindo ir para os EUA dois anos seguidos, (2014 e 2015) ambas as vezes para a Flórida, ambas as vezes em Maio, e ambas as vezes eu aluguei um Muscle Car Americano. Yeeah!!


Em 2014 eu aluguei um Dodge Challenger 2013 SE 3.5 V6, Vermelho, gigantescamente lindo. Ele estava ao lado de dois camaros conversíveis, um azul escuro e um preto. Balancei na hora para escolher, mas por fim a exclusividade na garagem da Alamo (locadora que eu escolhi ano passado) na cor vermelha foi persuasiva demais para que eu pudesse escolher um dos chevy's.
MARAVILHA!! lá estava eu, saindo do aeroporto de Miami dirigindo um dos maiores ícones sobre rodas da cultura americana.



Esse carro não era dos mais potentes, seu motor possuía 250 cv, mas o torque que ele me entregava  aliado ao ronco gargarejador do motor, me abria um sorriso a cada vez que eu saía de um semáforo.

O interior do Challenger é bem simplório, até comparado aos seus rivais diretos, Camaro e Mustang, mas isso pouco me incomodava (foi motivo de frustração da minha esposa rsrsrs) o que eu queria era apenas dirigir aquela barca vermelha o maior tempo possível.




O seu consumo foi muito bom, devido ao motor não ser dos mais potentes, e a rotação em rodovia ficava na faixa dos 2000 rpm, o que exigia muito pouco dos 250 pocotós que estavam a meu dispor no gigantesco cofre à minha frente. Me lembro ter gasto cerca de US$ 100 para percorrer um trecho de aproximadamente 900 km.
O único "susto" que eu tive, foi com relação ao sensor de pressão dos pneus. Ascendeu a luz duas vezes, mas quando conferi a pressão no posto de gasolina, estava tudo OK. Como eu não precisei trocar nenhum pneu na viagem, posso considerar que não foi nada de mais! hehe





Enfim, para minha primeira experiência com um Muscle Car americano, foi algo sensacional, e claro, fiquei com vontade de repetir mais uma vez, e como retornei esse ano (2015), "fui obrigado" a realizar mais um desejo, ou seja, pesquisei novamente locadoras na internet, e aluguei mais uma máquina...





Dessa vez eu queria algo ainda mais diferente do que estou acostumado a guiar. Um conversível! Por questão de preço e disponibilidade, preferi a locadora Budget (E gostei inclusive muito mais do atendimento dessa no balcão de atendimento do aeroporto de Miami), e dos carros que me foram apresentados, fiz a escolha que mais me agradou: um Chevrolet Camaro SS V8 Conversível 2014

Se com o Challenger eu já tinha ficado impressionado com a força do motor V6, o Chevy me proporcionou uma experiência ainda mais divertida e também me mostrou mais tecnologia embarcada.



Vale destacar que ambos os carros têm suas particularidades, o camaro por exemplo, pode tentar mas nunca vai possuir aquele cara de DEMOLIDOR que o Challenger possui, mesmo assim o chevrolet é incrivelmente mais prático de se guiar, devido ao seu tamanho um pouco menor, e a visibilidade interna privilegiada.

Dos itens do Camaro que o Challenger não possuía, eu posso destacar os seguintes:

- Capota conversível elétrica
- Troca de marcha borboleta, atrás do volante
- Sistema multimídia com tela de (??) polegadas
- Informações de condução projetadas no para-brisa através de HUD
- Um motor V8 com 406 cv e 56,7 kgf de torque



(Lembrando que estou comparando a versão SE V6 do Dodge contra o SS V8 do Chevy, pois foram os que eu aluguei)

Minha experiência ao guiar o Camaro foi muito legal, eu já estava mais familiarizado com o trânsito dos EUA, suas rodovias, seus gigantescos cruzamentos, pedágios (o sistema "SUN PASS" na Florida é igual ao nosso "SEM PARAR"), abastecimento por conta própria no posto de gasolina, entre outras dúvidas que ficamos quando fazemos uma viagem dessas pela primeira vez. Além de tudo isso, eu estava com um carro mais potente e conversível! Não tinha como me sentir melhor.

Um ponto negativo para esse modelo é o consumo, se você está à 70 mph (limite da rodovia, que equivale à +- 110 km/h) na 6ª marcha, a rotação fica na faixa de 1800, 2000 giros, dessa forma você nem ouve o motor do carro, pois nessa condição 4 cilindros ficam desligados para diminuir o consumo (magias da eletrônica moderna!).


Mas eu não estava contente em consumir menos, não ali, não com aquele carro!! Então hora ou outra eu reduzia 1 ou 2 marchas e pisava fundo para que eu pudesse experimentar, mesmo que à conta gotas, o vigoroso V8 que essa máquina possui. Infelizmente eu não conseguia andar por muito tempo em uma velocidade alta pois nos EUA a quantidade de State Troppers (Fazem o mesmo papel da nossa polícia rodoviária) era muito grande, e a cada 5 km , ali estava um, estacionado entre as duas pistas com um Dodge Charger de rodas pretas foscas.



Confesso que me imaginei em um certo momento correndo de um deles pela rodovia à fora, seria uma perseguição épica de um charger e um camaro com direito à filmagem e tudo... mas foi só por um momento, logo a imaginação foi embora, (rsrsrs)



Logo no primeiro dia que peguei a estrada, encontrei um Challenger SRT8 prata com faixas pretas, no meu caminho, ao me aproximar e  passar por ele não me contive e precisei registrar esse momento com meu celular, ele estava em velocidade baixa também, e andamos juntos por bastante tempo até que eu precisasse sair da rodovia.


Se você for detalhista, vai reparar que eu estava ouvindo música enquanto dirigia ao lado do challenger (foto ao lado). Se estiver curioso para saber qual é a música que eu estava ouvindo no carro esse momento, segue abaixo o som para você imaginar como eu estava me sentindo naquele momento:





Mas o meu auge foi, na viagem de volta para Miami, quando eu estava na Interstate 95, e vi dois feixes de LED's se aproximando a alta velocidade na mesma faixa que eu estava, detalhe que restavam mais 4 faixas para ele usar, e eu nem estava na esquerda. (A ordem de faixas não faz diferença nas leis de lá).
Quando ele chegou atrás de mim, pude ver que era um Audi A4 1.4 turbo, novo e com uma roda gigantesca, talvez aro 20, e então ele me deu sinal com o farol alto que queria brincar... Pensei (1.4 ....  turbo..... 211 cv ...... tá fácil!).
Ele encostou do meu lado direito e foi quando eu reduzi, pisei fundo, ouvi o grave gargarejo do V8 gritando à minha frente, e senti a força brutal desse carro, me empurrando tão forte e tão rápido para frente, que o coitado do Audi ficou mesmo para trás. Andei um pouco em alta velocidade, mas logo diminuí, pois como eu disse anteriormente, não estava disposto à correr de um Charger da polícia americana.

Muscle Cars são bem comuns nos EUA, você consegue, com aproximadamente US$ 25.000,00 levar um Camaro pra casa, agora imagine o mercado de usados. Sim, eles custam muuuito baratos, e como são muito apreciados pelos jovens até hoje, é muito fácil você parar para tomar um lanche e outro carro igual ao seu estacionar ao seu lado, como pode ser visto na foto ao lado, quando parei para comer no Burguer King....

Enfim, curti demais esse carro, pude aproveitar mais um pouco da cultura automotiva moderna dos americanos, e agora me resta uma responsabilidade: Preciso voltar lá e alugar um Ford Mustang! ele não pode faltar nessa lista, jamais!! .....

Valores:


O Challenger eu aluguei no site www.decolar.com por R$ 1.000,00 na Alamo, na época o Dollar estava R$ 2,30, e fiquei com o carro por 8 dias, ou seja, R$ 125,00 / dia.
Quanto ao seguro, eu optei pelo ALI (que tem cobertura total do carro), e não quis GPS, nem tanque adicional.

O Camaro também aluguei por 8 dias, porém paguei R$ 1.300,00 (R$ 162,5 / dia) no site www.rentcars.com (Dollar estava 3,12). Dessa vez escolhi a Budget, que estava com um preço mais convidativo e  possuía uma unidade perto de um dos meus destinos finais, que era o Porto de Miami. As opções que escolhi foram idênticas ao ano passado: Seguro ALI, sem GPS e sem taque adicional.

Em ambas as locadoras eu tive um bom atendimento no geral, porém preferi a Budget pela recepção que tive, onde o atendente no balcão me explicou com mais clareza os termos do contrato, as informações do carro, etc.

Agora, confira abaixo algumas fotos que eu fiz do Camaro, infelizmente não fiz tantas fotos do Challenger pois em 2013 a Gasoline Brotherhood também não existia (rsrs)












Texto: Marco Orlando Leal
Fotos:Marco Orlando Leal / Internet
Edição: Marco Orlando Leal

4 comentários:

  1. Realmente é uma delicia andar de carro nos EUA! Parabéns pela bela reportagem e linguagem bem utilizada.
    Abs.
    Adail Gonçalves

    ResponderExcluir
  2. Ficamos muito felizes de ter participado um pouquinho da realização desse sonho =D Agradecemos a oportunidade e parabenizamos pelas dicas no post.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rentcars.com ! Muito obrigado, realmente foram experiências muito positivas e divertidas!!

      Abs!

      Marco Leal

      Excluir